Feeds: utilidade do XML aos navegantes

Icone padrão para feedsPopularizado com a expansão dos blogs e o aumento da procura aos sites de notícias, os feeds passaram a auxiliar (e muito) os internautas na tarefa de acompanhar as atualizações de seus sites favoritos. Para o usuário, os feeds representam uma nova maneira de ler os novos conteúdos dos seus sites preferidos, isso se torna possível pela utilização de um serviço centralizador, genericamente chamado de agregador. O vídeo abaixo explica como os feeds funcionam na prática:

Além dos agregadores citadas no vídeo, tenho que destacar o netvibes. Mais do que apenas um agregador, ele é um “desktop virtual”, disponibilizando além da leitura de feeds uma série de módulos úteis para serem utilizados no seu desktop. Um site muito popular no Brasil que já incluiu o suporte a feeds foi o Orkut, em sua página principal basta clicar em “Editar feeds” e adicionar seus endereços preferidos.

Um feed nada mais é do que um arquivo XML padronizado para tal fim, onde o agregador (que não precisa ser necessariamente um site) acessa e processa as atualizações que aquele arquivo teve, obviamente este arquivo espelha o conteúdo do site ou parte dele. Utilizar esses serviços online por uma conexão discada com a internet provavelmente aumentará a sua conta telefônica no fim do mês. Mas não se desespere, existem programas que rodam diretamente no seu computador e lhe possibilitam desconectar a internet após ele ter baixado os arquivos desejados, economizando em sua conta telefônica o tempo em que você levaria para ler as notícias do dia, atualizações de blogs e sites favoritos.

Uma aplicação muito interessante, mas que ainda não tive oportunidade de praticar é o Yahoo Pipes, nele você pode manipular um ou mais feeds para criar um novo, o resultado virá da aplicação de filtros e operações em cima dos feeds escolhidos. Um ótimo exemplo de uso seria para eliminar propagandas vindas ou notícias repetidas em mais de um feed. Sua criatividade e disponibilidade de tempo que limitam o uso dessa ferramenta do Yahoo.

Já para os desenvolvedores Web, os feeds possibilitam a integração com outros sites ou serviços online, incluindo conteúdo dinâmico e, conseqüentemente, sempre atualizado. Ainda não vi muito esse uso, mas acredito que em breve ele estará mais comum e acho possível que apareçam aplicações interessantes. Apesar de um aumento muito significativo na disponibilização dos feeds nos sites, ainda há muito que melhorar. Por exemplo, procuro por feeds com cotações das ações da Bovespa há bastante tempo e não consigo encontrar. Além dessa, muitos outros tipos de informações poderiam ser disponibilizadas nesse formato.

Omiti até aqui a informação de que os feeds não são disponibilizados apenas em um formato padrão. Não me aprofundarei nisso, mas não posso deixar de falar que existem dois padrões de feeds: RSS (Really Simple Syndication) e Atom. No Brasil, o RSS é amplamente utilizado, já em outros países essa situação se inverte. Por dificuldades técnicas, não consegui disponibilizar um exemplo do código RSS aqui, mas basta você abrir um feed qualquer (sem desmerecer o Charges) em seu navegador e visualizar o código-fonte para ter um exemplo.

Existem alguns sites que dão uma ajuda ao desenvolvedor na hora H. Você pode baixar um pacote com diversos formatos de icones neste site ou utilizar os serviços da Feedburner para impulsionar os seus feeds.

Para os que se animaram com a “novidade”, sugiro acessar seus sites preferidos e procurar pelo símbolo ao lado, lá estará o endereço do respectivo feed. Além dos blogs, todos os grandes sites de notícias já disponibilizam feeds também, mas darei um conselho de amigo: não exagere, selecione apenas aqueles que mais lhe agradam, ou passará o dia inteiro lendo seus feeds.

No Anotando não seria diferente, disponibilizo um feed do blog e outro para você acompanhar apenas os comentários, apesar de pessoalmente não me atrair o uso desse último.

Por hoje é só. Abraços!

2 ideias sobre “Feeds: utilidade do XML aos navegantes

  1. LgFranco

    Mulééééék! Hilário o videozinho! Acho que vou botar pra minha mãe assistir, acho que até ela vai entender o que é “Feeds”!

    Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *