Arquivo da tag: eclipse

Instalando JBoss Tools no Eclipse

O JBoss Tools é um plugin do Eclipse para utilização de tecnologias ligadas à JBoss, como: JBoss AS, Hibernate, JPA, Drools, jBPM, JavaServer Faces, (X)HTML, JBoss Seam, Smooks, JBoss ESB, JBoss Portal e outros.

A versão do JBoss Tools a ser instalada deve ser compatível com a versão do Eclipse utilizado, baseando-se na página de download. Dê preferência pelas “Stable Releases”, só escolha uma versão “Development Milestones” se houver necessidade. Por exemplo, no momento em que escrevo este post, a última versão do Eclipse lançada é a Helios e não há uma versão estável do JBoss Tools compatível com este, então precisarei utilizar o JBoss Tools 3.6.0 ainda em desenvolvimento.

Então, vamos ao passo-a-passo:

1- Abra o Eclipse

2- Vá ao menu “Help” e clique em “Install New Software”

3- Clique no botão “Add” ao lado do campo “Work with”

4- Preencha o campo “Name” com “JBoss Tools 3.6.0” (sem aspas)

5- Preencha o campo “Location” com o endereço encontrado na página de download. No meu caso é “http://download.jboss.org/jbosstools/updates/development/” (novamente, sem aspas)

6- Clique em “OK”

7- Marque os componentes desejados (ou todos, se preferir). Por exemplo, alguns bastante utilizados são: Hibernate Tools, JBossAS Tools e JBoss Tools RichFaces.

8- Clique em “Next”

9- Clique novamente em “Next”

10- Marque a opção “I accept the terms of the license agreements”

11- Clique no botão “Finish”

12- Aguarde o processo de instalação, aparecerá uma janela com título “Security Warning”, clique em “OK”

13- Aguarde novamente e clique em “Restart Now” na janela que aparecerá

Pronto! Seu Eclipse já está com JBoss Tools instalado.

Configurando Facelets em projeto JSF no eclipse

Após termos nosso projeto JavaServer Faces criado no eclipse, iremos configurar o facelets no mesmo. O facelets é um framework de templating feito específicamente para projetos JSF. Ele se integra de tal forma com o ciclo de vida do jsf que resulta numa melhora da performance significativa em comparação ao uso de JSP. Além disso, o facelets funciona em todos os web containers amplamente conhecidos, não impondo restrição alguma ao projeto.

1- Faça o download do facelets na versão 1.1.15, pois a versão 1.2 não é estável (e parece que não ficará tão cedo);

2- Extraia o arquivo “jsf-facelets.jar” para dentro da pasta “WebContent\WEB-INF\lib” do seu projeto JSF. Como estamos utilizando o JBoss nesse exemplo, não é necessário extrair também os outros arquivos JAR da pasta lib do facelets, pois são dependências de bibliotecas que já existem no JBoss;

3- Não basta apenas acrescentarmos a biblioteca do facelets em nosso projeto, devemos configurar algumas outras coisas para que o JSF se integre ao facelets. Acrescente as seguintes linhas ao arquivo faces-config.xml (encontrado em “WebContent\WEB-INF”):

<application>
    <view-handler>com.sun.facelets.FaceletViewHandler</view-handler>
</application>

4- E no mesmo local devemos incluir as seguintes linhas ao arquivo Web.xml:

<context-param>
    <param-name>javax.faces.DEFAULT_SUFFIX</param-name>
    <param-value>.htm</param-value>
</context-param>

<context-param>
    <param-name>facelets.DEVELOPMENT</param-name>
    <param-value>true</param-value>
</context-param>

<context-param>
    <param-name>facelets.SKIP_COMMENTS</param-name>
    <param-value>true</param-value>
</context-param>

<context-param>
    <param-name>com.sun.faces.validateXml</param-name>
    <param-value>true</param-value>
</context-param>

No primeiro parâmetro, indicamos que os arquivos físicos que utilizaremos para a apresentação tem extensão .htm.
Dessa forma, quando o facelets receber uma requisição ao endereço “bemvindo.jsf” buscará pelo arquivo “bemvindo.htm”.
Na prática, não importa a extensão escolhida, costuma-se deixar htm ou html apenas por questões históricas.

O segundo parâmetro indica ao facelets que estamos em ambiente de desenvolvimento, dessa forma ele exibe possíveis erros em uma tela amigável ao desenvolvedor, mas que não deve ser exibida futuramente ao usuário final.

O terceiro parâmetro determina ao facelets que os comentários nos códigos HTML devem ser tratados como comentários. Pois o facelets por padrão não ignora comentários () nos arquivos de apresentação.

O quarto parâmetro faz com que o facelets valide o código html das telas, só permitindo que seja utilizado XHTML.

Pronto! Dessa forma o facelets já está pronto para ser executado em seu projeto.

Configurando Projeto JSF no Eclipse

Este tutorial explicará como criar um projeto Java para web utilizando JavaServer Faces (JSF) no Eclipse. É um passo-a-passo de todas as configurações necessárias para ter um projeto pronto para iniciar o desenvolvimento de sistemas web.

Os softwares utilizados serão o ambiente de desenvolvimento integrado Eclipse e o servidor de aplicação JBoss. Basearei as explicações nas versões mais recentes desses softwares no momento em que escrevo este tutorial, que são Eclipse Galileo SR1 e JBoss 5.1.0.GA, mas facilmente as explicações aqui lidas podem ser adaptadas às outras versões. A instalação dos mesmos não será tratada neste tutorial, então instale-os antes de prosseguir na leitura.

Então vamos à criação do projeto no Eclipse:

  1. Clique com o botão direito do mouse no interior da view “Project Explorer”;
  2. Vá na opção “New”;
  3. Clique em “Dynamic Web Project”, uma janela se abrir;
    TutorialJSF_1
  4. Dê um nome para o projeto no campo “Project Name”;
  5. Na caixa “Target runtime”, clique no botão “New”, abrirá uma outra janela para configuração do servidor no Eclipse;
  6. Selecione na pasta “JBoss” a versão “JBoss v5.0”;
    TutorialJSF_2
  7. Clique no botão “Next”;
  8. Clique no botão “Browser” e selecione o local onde foi instalado o JBoss em seu computador;
    TutorialJSF_3
  9. Clique em “Finish” e voltaremos para a janela de criação do projeto;
  10. Confirme do campo “Dynamic web module version” estar selecionada a opção “2.5”;
  11. Em “Configuration”, selecione a opção “JavaServer Faces v1.2 Project”;
    TutorialJSF_4
  12. Clique no botão “Next”, abrirá uma tela que não faremos nenhuma alteração;
  13. Clique no botão “Next” novamente;
    TutorialJSF_5
  14. Confirme do marcador “Generate web.xml deployment descriptor” estar selecionado;
    TutorialJSF_6
  15. Clique no botão “Next” mais uma vez;
    TutorialJSF_7
  16. Clique no botão “Finish”para efetivamente criar o projeto;
    TutorialJSF_8

Pronto! Você está com seu projeto web criado.  No próximo tutorial ensinarei a instalar o Facelets, pois aplicações sérias em JSF usam Facelets! Não percam!

Abraço!